quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Era 3D

Yuna-Final Fantasy


Gran Turismo


Desmond Miles
- Assassin's Creed

FIFA 2008

Solid Snake - Metal Gear Solid

Crash - Crash Bandicoot

Crash Bandicoot

Donkey Kong

Donkey Kong


Earthworm Jim

Earthworm Jim


Fox StarFox

Fox


Lara Croft - Tomb Raider

Lara Croft

Link - Legend of Zelda


Link

Mario

Mario


Mega Man

Mega Man


Sonic

Sonic


Spyro

Spyro

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Um jogo realmente ANTIGO

Conhecido também como "Jogo do Galo", e "Tic Tac Toe", é um jogo de regras extremamente simples, que não traz grandes dificuldades para seus jogadores e é facilmente aprendido. Seu nome teria se originado na Inglaterra, quando nos finais de tarde, mulheres se reuniriam para conversar e bordar. A mulheres idosas, por não terem mais condições de bordar em razão da fraqueza de suas vistas, jogavam este jogo simples, que passou a ser conhecido como o da "velha".Mas sua origem seria ainda mais antiga. Fala-se em tabuleiros escavados na rocha de templos do antigo Egito, que teriam sido feitos por escravos a 3.500 anos


Retro


Regras

  • O tabuleiro é uma matriz de três linhas por três colunas.
  • Dois jogadores escolhem uma marcação cada, geralmente um círculo (O) e um xis (X).
  • Os jogadores jogam alternadamente, uma marcação por vez, numa lacuna que esteja vazia.
  • O objectivo é conseguir três círculos ou três xis em linha, quer horizontal, vertical ou diagonal (ver figura), e ao mesmo tempo, quando possível, impedir o adversário de ganhar na próxima jogada.
  • Quando um jogador conquista o objetivo, costuma-se riscar os três símbolos.

domingo, 26 de outubro de 2008

Prince of Persia



Prince of Percia foi desenvolvido por Jordan Mechner lançado em 1989 para o Apple II e IBM-PC (DOS).

Foi tido como um grande avanço na qualidade de animação vista nos jogos eletrônicos. Mechner usou um processo no qual ele estudou por muitas horas filmes de seu irmão mais novo, David, correndo e pulando com roupas brancas, para assegurar que todos os movimentos parecessem corretos. Também inovador era o fato do protagonista e inimigos lutarem com espadas, ao contrário de armas com projéteis ou raios, como os outros jogos da época.



Retro Games


Após o sucesso inicial, o jogo foi lançado em diversas outras plataformas, como Amiga, Apple Macintosh, NES, Game Boy, Game Gear, SNES, Mega Drive(Sega Genesis) etc. O jogo, à primeira vista repetitivo, é surpreendente pelos quebra-cabeças inteligentes e armadilhas mortais.

Prince of Persia rendeu diversos outros títulos da mesma franquia, e deu margem para um extenso gênero de plataforma, que imita a ação e os quebra-cabeças.

História

Após o lançamento do título original, em 1989, Jordan Mechner criou a sequela em 1993 para Dos. Depois, foi para Macintosh, Mega Drive e Super Nintendo, Prince Of Persia II - The Shadow And The Flame. Prince Of Persia II foi uma inovação em relação ao jogo principal, mas não alcançou tanto sucesso. Estava previsto o lançamento de um terceiro título, mas ele nunca foi concluído.

No ano de 1999, em uma tentativa de relançar a franquia de sucesso, Prince Of Persia 3D é lançado para PC. Criado por um grupo de programadores que tiveram autorização de Mechner, contando com gráficos tridimensionais, mas jogabilidade e ação muito aproximada do Prince of Persia original.

A Ubisoft comprou os direitos de Prince of Persia, e passou a produzir o mais novo título da série. Em 2003, Prince of Persia: The Sands of Time foi lançado. O jogo continha sólidos gráficos e uma história trabalhada.

No ano seguinte, Prince of Persia: Warrior Within saiu como sequela do primeiro. Com gráficos refeitos, história mais sombria e novos movimentos de ataque com duas espadas, dava margem para um terceiro título, como continuação das duas histórias passadas.

No ano de 2005, a empresa canadense lançou Prince of Persia: The Two Thrones. O jogo fecha a trilogia Sands of Times.

A Ubisoft pretende lançar mais uma continuação para o jogo, Prince of Persia 4: Ghosts of the Past, que é dado como atemporal em relação aos outros, ou seja, o início do enredo, quando o Príncipe estava jovem. Previsto para o segundo semestre de 2008, o jogo está sendo desenvolvido para Playstation 3, PC e Xbox 360.

O jogo esta actualmente a ser adaptado para o cinema pela "Jerry Bruckheimer Films" que obteve os direitos da adaptação do Prince of Persia: The Sands of Time em 2004 e vai ser distribuido pela Walt Disney.

Espera-se o filme para 2010.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Tetris

Tetris, foi desenvolvido em 1985-1986 por Alexey Pajitnov, Dmitry Pavlovsky e Vadim Gerasimov. Pajitnov e Pavlovsky eram engenheiros informáticos no Centro de Computadores da Academia Russa das Ciências e Vadim era um aluno com 16 anos.



Retro Games

O objetivo do jogo é encaixar tetraminós, que são peças de diversos formatos que descem do topo de uma tela. Quando uma linha é completada, desaparece e dá pontos extras ao jogador. O jogo termina quando as linhas incompletas se empilham até o topo da tela do jogo.

Um dos jogos mais viciantes do início da era dos pc's, Tetris foi ganhando uma legião de fãs e muitas versões à medida que os computadores foram evoluindo. Teve versões em diversas plataformas, inclusive em Commodore Amiga, mas foi no Game Boy da Nintendo que o jogo teve mais sucesso, sendo inclusive o principal factor para o grande sucesso do Game Boy.

Curtam e deixem os vossos comments ;)

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Pessoal esta semana passem pelo Cinema XENON


Alô Pessoal. Eu sou o Kaëtus e hoje não estou aqui para falar-lhes de jogos, emuladores ou consolas. Mas sim de uma das minhas maiores paixões, o cinema... E a razão disso é muito simples, algo esta acontecer esta semana no cinema Xenon que poderá mudar a vida de muitos, como eu acredito que mudou a minha. Wall-E um filme de animação produzido pela Pixar (Toy Story, Finding Nemo, Ratatui) e distribuido pela Disney, uma parceria que já remonta desde a década de 90 e parece que ainda vai perdurar por muitos anos.

WALL-E

Muitos são (em Moçambique e África no geral) os que acreditam que assistir qualquer tipo de filme de animação é pura perda de tempo “coisa de crianças” pra esses vão os meus Pêsames. Outros porém são os que dizem que gastar dinheiro para ir ao cinema é perda de dinheiro que se podia investir num DVD pirata a venda em qualquer das artérias da nossa Cidade. Para esses vai o meu ¥¤ÐÆÝÜęøŒŠǽ e também ǼǾΩΨξЩљњffl. Eu regozijo-me de não pertencer ao grupo dos gajos que fazem essas ΩΨξЩ.

WALL-E

Falar de cinema para mim é uma coisa tão emocionante que quase me caiem lágrimas. WALL-E levou-me a uma nova dimensão que foi das maiores (senão a maior) aventuras Cinematográficas que já pude viver em frente da grande tela Branca. A sério… Isto pode parecer um bocado estranho para muitos mas o pequeno Wall-E cativou-me ao extremo e fez-me sentir uma enorme alegria em curtir um filme e esquecer todos meus problemas terrenos e simplesmente penetrar no imaginário dos homens da Pixar. Algo que já não acontecia a muito… muito tempo.

WALL-E

Apesar de ser uma animação eu realmente penso que WALL-E devia levar o Oscar de melhor filme do ano. Não só pela sua beleza externa como grafismo música e história. Mas desde a sua concepção foi feito para ser acarinhado e apreciado como uma obra de arte. Existe nele uma grande mensagem para o mundo, o filme transborda emoções por toda parte… Foi a primeira vez que tive vontade de chorar a assistir uma animação. Gringo por outro lado borrou-se todo J.

O filme que retrata a historia do nosso mundo no futuro, soterrado pelo lixo da humanidade. Sem alternativas, os humanos tiveram a ideia de partir num cruzeiro galáctico de luxo na estação espacial Axiom e enquanto isso um grupo de robôs teria de ficar na terra a recolher o lixo que os próprios seres humanos tinham deixado. A ideia era de retornar em 5 anos, porém mesmo depois dos 5 anos as condições de vida na terra eram ainda não favoráveis e os humanos nunca mais retornaram.

WALL-E

Esses robôs identificadas como WALL·E (Waste Allocation Load Lifters - Earth-Class), não suportaram as condições precárias em que se encontrava o planeta e acabaram por deixar de funcionar.

WALL-E

Um único exemplar de WALL·E, no entanto, continua a funcionar, porque desenvolveu a técnica de canibalizar as partes de seus companheiros desactivados, ou seja, sempre que um braço ou roldana do seu corpo se encontrava obsoleta ele retirava de outro WALL-E qualquer que se encontrava desactivado e assim ia vivendo. E passa a vagar pelo planeta realizando a tarefa para qual ele foi programado a fazer, e por 700 anos ele trabalha sozinho coleccionando inúmeros artefactos que encontra durante a limpeza.

WALL-E

O mais incrível da história é que nesse espaço de tempo, o pequeno WALL·E desenvolveu consciência e personalidade. Seu interesse pela cultura de um povo que ele nunca encontrou só cresceu, assim como seu respeito pela vida, que ele conhece apenas na forma de uma baratinha, sua companheira de estimação, Spot. WALL-E não fala mais de 5 palavras em todo filme mas ele consegue dizer tudo que é necessário dizer.

WALL-E

E mais não digo...

Veja o trailer e clique nas imagens para ampliar.

De que Estas a espera??? Vai ja comprar o teu Bilhete!






Be the first to rate this

Os Emuladores!!!

Caríssimos, os jogos retro são o nosso vício para Outubro, já esta claro... Mas que fazer para jogar não só os títulos que o Kaetus postou aqui? São tantas consolas, tantas máquinas arcade, tantas empresas, e o pior de tudo é que 50 ou mais por cento das consolas e todo o resto retro já não se encontra a venda. A solução seria ter no Pc, uma aplicaçaõ que pudesse simular um Nintendo ou um Genesis\Mega Drive, ou ainda uma máquina arcade da Neo Geo não é? Pois é, a solução e mesmo essa, e a essa aplicação da-se o nome de Emulador. Ora vejamos:

Emulador: Em computação, um emulador é um software criado para essencialmente transcrever instruções dum processador alvo para o processador no qual ele está a correr. O emulador também é responsável pela simulação dos circuitos integrados ou chips do sistema de hardware em um software. Basicamente, um emulador traduz a língua de um sistema para o outro, permitindo que um software criado para uma plataforma funcione em outra. Muito complicado né? Ok, o emulador é um software que simula uma ou mais plataformas sejam, de jogos ou computadores, noutra plataforma.

A popularização dos emuladores surgiu com a Internet e os emuladores de consolas de jogos. As imagens extraídas de cartuchos ou disquetes de consolas(chamadas "ROM images", imagens ROM ou simplesmente "ROMs") aliadas à programação de baixo nível de jogos para sistemas antigos tornou fácil a possibilidade de criação de emuladores de sistemas como o Chip-8 e depois de consolas mais populares como o Atari 2600 e NES (essa já tinha jogos programados em alto nível).

Apesar de um emulador não ser a coisa mais fácil de se configurar, com pouco conhecimento hoje já é possível correr um jogo da Playstation num PC através dum emulador sem muitos problemas, muitas vezes até com qualidade superior a própria PS, já que podem-se aplicar efeitos como anti-aliasing que a consola não possui e correr os jogos em resoluções muito mais altas que as originais.

Vamos começar com os emuladores de consolas populares:

Nintendo NES (Nintendo Enterteinment System)

Download


Super Nintendo

Download


SEGA: SG1000, SC3000
Master System, Game Gear, Genesis/Megadrive,
SegaCD/MegaCD e 32X

Download

Por hoje já chega não é? Agora toca a emular estas belezas!!! Mas ei, para emular precisamos de roms!! O que são roms? Bem, vejamos, esse é o próximo post, vamos ser um pouco egoistas, por agora vão se divertir com estes emuladores, aqueles que já tem alguma noção do que é um emulador, sorry!!!!!

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

História - Sega Master System


Lançado inicialmente no Japão em 1986, ele enfrentou grandes dificuldades devido a forte concorrência do Famicon da Nintendo.A Nintendo possuia contratos de exclusividade junto as produtoras de jogos, que não permitia que elas produzissem jogos para nenhum outro aparelho, fazendo com que o Master System dependesse somente dos lançamentos desenvolvidos pela SEGA.

O baixo sucesso no Japão não evitou que a SEGA lançasse o Master System no resto do mundo. Nos Estados Unidos o domínio da Nintendo também era muito grande, e logo a SEGA vendeu os direitos de comercialização do Master System nos EUA para a Tonka, mesmo assim a popularidade do aparelho só foi diminuindo. Em 1990, após o lançamento do Sega Genesis, a SEGA recuperou os direitos de comercialização do Master System nos EUA e lançou uma versão com um novo desenho, chamado Master System II. Esse novo modelo era mais barato, mas por outro lado foram removidos o botão de Reset e a entrada para óculos 3D, impossibilitando a utilização desse acessório em alguns jogos. Além de não possuir conectores de áudio e vídeo, sendo possível conectar o aparelho a TV apenas por cabo RF, que possui uma pior qualidade de imagem e som.

Na Europa a história foi diferente. O Master System foi bem aceito e se tornou muito mais popular que o console da Nintendo. Diversos desenvolvedores europeus produziram jogos para o Master System, e o aparelho teve suporte da SEGA Européia até 1996 (em contraste a SEGA Americana, que desistiu do console já em 1992). Para se ter uma idéia, os jogos de arcade da Sega convertidos para o Master System faziam tanto sucesso na Europa que a Nintendo se viu obrigada a conseguir a licença e lançar por lá (pela empresa Tengen) versões de vários desses games para seu console Nintendo. Evidentemente que a qualidade desses títulos não chegavam nem perto das versões para o Master System. Alguns exemplos são: Shinobi, After Burner e Out Run. O sucesso do Master System se repetiu também na Austrália, um mercado que toma como base o mercado europeu.

No Brasil se repetiu a situação da Europa. O Master System foi produzido e vendido pela TecToy a partir de 1989 e atingiu um grande sucesso. O Master System lançado pela Tec Toy era o mesmo modelo vendido nos Estados Unidos. Já o Master System II produzido pela TecToy possuía o mesmo desenho do primeiro mas era mais barato e vinha com outros jogos. A Tec Toy ainda lançou o Master System III Compact, que possuía um novo desenho (o mesmo desenho do modelo lançado como Master System II nos EUA e Europa), e diversos modelos portáteis chamados Master System Super Compact, inclusive uma versão rosa desenvolvido para garotas. Além disso, a TecToy desenvolveu alguns jogos exclusivos para o mercado brasileiro(como versões da série Wonder Boy, estrelados pela Turma da Mônica) e converteu diversos jogos lançados para o portátil Sega Game Gear para o Master System, aumentando ainda mais a biblioteca de jogos disponíveis. A Tec Toy ainda comercializa o Master System com diversos modelos novos, que já vem com jogos instalados na memória.

Sega Master System no Japão/Coréia é conhecido também como "Mark-III" contendo a adição do chip "FM YM2413", sendo "Outrun" o primeiro jogo a usa-lo para gerar sons (em vez de utilizar o SN76489) quando este é devidamente detectado. Mas vale salientar que em 1987 a Sega também lançou no Japão a versão 'internacional' do console, com o mesmo design e o mesmo nome com o qual ficou famoso no resto do mundo: Sega Master System.

O fracasso do Master System nos EUA e Japão levou a Sega a grandes estratégias para fazer seu mega Drive bem-sucedido nesses mercados (e também no Brasil e Europa).

Características

O Master System original aceita jogos em cartuchos e cartões. O tamanho máximo de um jogo em cartão é de 32KBits, enquanto o maior jogo lançado em cartucho possui 8MBits. O suporte a cartões foi abandonado nas versões posteriores do aparelho.

Existem diferenças entre o Master System original lançado no Japão e o modelo comercializado no resto do mundo. No modelo japonês o slot de cartuchos é de tamanho diferente, no lugar do botão RESET existe o botão RAPID FIRE (que ao acionado habilita a repetição automática das ações ativadas pelos botões dos controles), existe uma entrada para o plug do óculos 3D que dispensa assim o uso do adaptador, e vem com um chip de som FM (YM2413) que possibilita músicas muito mais elaboradas (infelizmente esse chip foi removido na versão vendida no resto do mundo). Excluindo essas diferenças, visualmente o desenho do aparelho é idêntico à versão lançada no resto do mundo. (OBS: O design do Mark-III, porém, era completamente diferente).

Apesar da diferença de tamanho do slot de cartuchos entre o aparelho japonês e o aparelho lançado em outras regiões, é possível rodar os jogos lançados no resto do mundo no aparelho japonês, desde que se construa um adaptador. O contrário já não é possível, pois os jogos disponibilizados no mercado Japonês não possuem um cabeçalho que é requerido pelos Master System lançados fora do Japão. Existem projetos caseiros que resolvem esse problema, mas envolve alterar a Bios do Master System, uma operação as vezes complicada para usuários sem experiência com eletrônca.

Acessórios

  • Sega Control Pad: controle padrão. Possui apenas dois botões (1-Iniciar e 2) e o direcional.
  • SG Commander: Um controle diferente do original, possui função turbo (número 3021)
  • Control Stick: Controle em forma de manche, disponível com o jogo OutRun ou sozinho (número 3060)
  • Handle Controller: Controle para jogos de corrida e aeronaves (número 3041)
  • Sports Pad: Controle estilo trackball, usado em alguns jogos de esporte (número 3040)
  • Óculos 3D SegaScope: Óculos que dão a sensação de ambiente 3D em alguns jogos (3073)

Master System III Super Compact: console sem fio brasileiro

Master System III Super Compact: console sem fio brasileiro
  • Sega Light Phaser: Pistola para jogos de tiro (número 3050)
  • Rapid Fire: Adiciona função turbo ao controle (número 3046)

Observações: Alguns acessórios só foram lançados na Europa, outros somente nos Estados Unidos. O acessório Rapid Fire vendido no Brasil não possui as duas chaves para ligar/desligar a função turbo.

Especificações

  • CPU: Zilog Z80 8-bit 3579545Hz em PAL/SECAM e NTSC
  • Gráficos: Chip customizado da SEGA baseado do modelos Texas Instruments TMS9918/9928 com várias adições
  • 384 Kbits ROM, jogos usam método de mudar páginas (cada página é 128Kbit) para ter acesso a toda a área do cartucho
  • Som: Texas Instruments SN76489 4 canais mono (chip FM YM2413 disponível apenas no aparelho Japonês)
  • 64 Kbits (8KB) RAM
  • 128 Kbits (16KB) Video RAM
  • 32 cores simultâneas de 64 disponíveis (pode também exibir 64 cores simultâneas com certos métodos de programação)
  • Resolução de tela de 256x192 (Alguns modelos podem suportar outras resoluções além desta)
  • 3 geradores de som quadrado + 1 gerador de som ruído-branco
  • 1 slot para cartuchos
  • 1 slot para cartões (descartado em modelos posteriores)
  • 1 slot de expansão (não usado fora do Japão)

Jogos Famosos

Alex Kidd in Miracle World - Alex Kidd tornou-se mascote do console (e da companhia) e o jogo chegou a vir na memória (no Master System II brasileiro e nos primeiros modelos do Master System III)

  • Astro Warrior;
  • Double Dragon - conversão dos arcades deste clássico dos games de luta de rua;
  • Fantasy Zone;
  • Hang-On;
  • World Cup Italia '90;
  • Kenseiden;
  • Out Run;
  • Phantasy Star - É o melhor game para Master System e deu origem à série de RPG da Sega, em resposta ao Final Fantasy da Nintendo;
  • Safari Hunt;
  • Shinobi;
  • Snail Maze- Labirinto incluído na Bios do sistema. Acessado apertando Cima, 1 e 2 sem nenhum jogo no console;
  • Sonic the Hedgehog - port do 1o jogo de Sonic para Mega Drive
  • Sonic the Hedgehog 2 - estréia de Tails, lançado antes da versão do Mega Drive.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Caro usuário

Desde o fim da tarde da passada Segunda-Feira (13/10/08) vinham-se registando problemas com o nosso Layout (apresentação gráfica do Site), devido aos updates com o pessoal da Blooger team, originando uma ma formação de imagens no nosso blog.

Desde a altura em que foi identificado o problema a BackUp Unit esteve em contacto permanente com a blogger team e a envidar esforços no sentido de repor a normalidade do Blog o mais rapidamente possível, o qual só ficou ultrapassado por volta das 23h00 de ontem (14/10/08).

Fomos obrigados a mudar o layout do blog devido a algumas incompatibilidades do layout anterior com os novos updates introduzidos pela blooger team. Neste Momento a blogger team esta ainda a tentar resolver essa incompatibilidade

Pelos transtornos causados, apresentamos as nossas sinceras desculpas.


PS: Os Posts do Mês de Outubro continuaram brevemente ;)

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Kung Fu Remix


Quando descobri este jogo... Ele já era antigo (a versão que marcou minha memória foi lancada em 1984, exactamente qdo eu tinha zero anos lol) mas até hoje ainda representa um bom desafio e horas de diversão (ao menos para mim).

O jogo é bastante simples, você é Thomas, um mestre de Kung Fu, e sua amada Sílvia é sequestrada por um bando de desconhecidos que deixam uma carta. Se você a quiser de volta (viva de preferência), você tem que ir até o “Templo do Demônio”, uma edificacão oriental com 5 andares. Ao fim de cada andar, um “Filho do Demônio” especialista em artes marciais o espera.

Após vencer cada mestre você sobe uma escada que leva ao próximo andar com novos desafios como potes com cobras, dragões e bolas explosivas que caem do teto, abelhas gigantes, caras esquisitos que te agarram e sugam sua energia, anões que pulam na sua cabeca, atiradores de facas… ufa! Mas vale a pena, afinal, o amor de Sílvia (que se encontra amarrada numa cadeira no final da última fase) vale qualquer sacrifício (ou pelo menos era assim que as coisas pareciam funcionar em 1984).


Retro Games
Controis
Arrow keys
space bar to select on main title
z = punch
x = kick
p = pause (can't against bosses)
shift = run
1 2 or 3 keys = specials (can't be used against a boss)

domingo, 12 de outubro de 2008

Sonic the Hedgehog


Sonic the Hedgehog é um jogo criado pela Sega em 23 de Junho de 1991 para o Mega Drive, e lançou a carreira do ouriço Sonic e do Sonic Team (antiga divisão AM-8 da Sega).


O jogo é um típico plataforma, com fases dividido em 3 actos, no qual no terceiro se enfrenta Robotnik como o chefão. O jogo era centrado na velocidade, para mostrar a alta capacidade do Mega Drive, e os níveis tem de ser terminados em 10 minutos.

O jogo não salva nem possui passwords; excepto com artimanhas (Como é o caso da demo que dispusemos aqui no blog), o jogador tem de jogar directo e recomeçar tudo de novo se acabarem os continues.

Mas há algumas inovações: terrenos inclinados e Sonic, por ser um ouriço, podia matar inimigos encolhendo numa bola e "atropelando-os". Encolhendo-se em ladeiras dava impulso

O jogo respeita as leis da física: há dificuldade em subir ladeiras, "loops" de 360 graus só são atravessados se já tiver velocidade, e Sonic é "travado" e tem dificuldade de pular na água.

Para o download do Sonic Trazemos-lhe uma colleção um bocado mais vasta do que o normal:

1. DEMOS
"Demo" é a distribuição gratuita de apenas uma ou algumas fases do jogo para demonstração. Se o usuário gostar do jogo, ele adquire o jogo completo.
S


2. DOWNLOADS DE RIP

Rip nada mais é que o jogo full sem o instalador, ou seja, apenas os arquivos necessários para rodar o jogo. Por isso quase sempre apresenta falha e também não tem músicas.

Sonic & Knuckles Collection (5,1 MB) Sonic R Sonic Adventure DX Sonic Heroes



sábado, 11 de outubro de 2008

The King of Fighters Wing


The King of Fighters foi criado para ser um jogo que estrelasse todos os principais personagens da SNK, independentemente de qualquer detalhe cronológico ou canônico, um tipo de jogo que nos Estados Unidos é chamado de Dream Match (Luta Imaginária), assim como a série SNK vs. Capcom. Por exemplo: fosse este um jogo em que os detalhes cronológicos constassem, os personagens de Fatal Fury teriam de ser bem mais novos do que os de Art of Fighting, devido à série Art of Fighting tomar lugar vários anos antes da série Fatal Fury. E ainda Gesse Howard não poderia aparecer em The King of Fighters, já que morreu na série Fatal Fury.

O sucesso causado pelo jogo inicial, KOF '94, levou a SNK a realizar lançamentos anuais de The King of Fighters, nomeando os jogos de acordo com seu ano de lançamento, até o ano de 2003, pois a partir de 2004 a SNK passou a nomear os jogos de acordo com o seu número de lançamento (como em The King of Fighters XI, o décimo primeiro jogo da série), talvez para fugir da obrigação de lançamentos anuais. E assim The King of Fighters tornou-se uma série de videogames, com seus próprios detalhes cronológicos e canônicos.


Controis:
Player 1:
W, A, S, D - Move.
U, I, O, J, K, L - Attack.
J - Enter.

Player 2:
Arrow Keys - Move.
Num 1-6 - Attack.
Num 1 - enter.



Um dos que mais me marcou foi sem sombra de dúvidas o The King of Fighters '99: Millennium Battle. E é precisamente esse que vamos colocar disponível para Download. Divirtam-se ;)



sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Battle city

O jogo que vos apresentamos hoje foi desenvolvido em 1985 pela japonesa Namco para NES. Desde O inicio destas postagens sobre retro Video games que planeava postar esta relíquia. Mas devido a escassez de links para acoplar no blog tornou-se inviável… Até hoje.

Nos tempos passei muitas horas em frente ao tv por causa deste jogo, é uma sorte ainda hoje ter a vista em condições. A ideia do jogo é bem simples, em Battle City o jogador controla um tanque de guerra que tem a função de destruir os tanques inimigos e proteger sua base, representada no jogo por uma fênix.

O jogo tem 35 fases, além da função de construir seu próprio cenário.



DOWNLOAD
(remake)

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Jogos de luta

O nascimento dos jogos de luta ocorreu bem antes da Capcom lançar a seqüência arrasa-quarteirão. em 1991. De fato, o primeiro jogo de luta é considerado o Victronics' Warrior (1979), que apresentava gráficos vetoriais onde dois cavaleiros lutavam visto de cima. O próximo só apareceria anos depois, em 1984, com o jogo Karate Champ da DataEast. Este é considerado o primeiro jogo de luta para dois jogadores, apresentando dois controles. Seguindo seus passos, a Konami lançou Yie-Ar Kung Fu, em 1985 com gráficos impressionantes (para a época) e cheio de detalhes nos cenários. Vendo o sucesso de ambos os games, a Capcom decidiu lançar seu próprio jogo que tivesse características de ambos os jogos. Assim nasceu Street Fighter.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Golden Axe



Golden Axe é um jogo eletrônico da SEGA, originalmente criado para Arcades, mas que foi lançado para os videogames Master System e Mega Drive. Ambientado num cenário estilo Conan, o jogador deve conduzir seu personagem até o castelo de Death Adder para resgatar um rei e uma rainha, no clássico estilo de "pancadaria", como Double Dragon.

Teve duas continuações: Golden Axe II e Golden Axe III.

Além dos jogos no estilo que consagrou a série, Golden Axe teve uma versão RPG lançada para o videogame Master System chamada Golden Axe Warrior, cujo estilo foi baseado no jogo Legend of Zelda para o console NES.

Em 1994 o jogo reapareceu nos arcades com Golden Axe: The Duel, um jogo de luta no estilo consagrado por Street Fighter 2 usando a placa de arcades Titan (ST-V) baseada no hardware do console Sega Saturn. Em 1995 Golden Axe: The Duel foi convertido para Sega Saturn.

Producer:SEGA Entertainment, Inc.
Publisher:SEGA Entertainment, Inc.
Year:1990
Size:613 kb
Compability:
Download